Pular para o conteúdo principal

PORQUE APRENDER PHP É UM BOM NEGÓCIO



Estes dias conversando com alguns amigos, surgiu a pergunta: por que aprender a programar em PHP? Para mim é natural falar sobre este assunto, pois trabalhei com esta linguagem de programação por vários anos, muito tempo antes, inclusive, de iniciar minha faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. 

Por ser um programador, já tive contato e experiência com várias linguagens, tais como Java, C, C++, C#, Python etc. Algumas delas durante minha graduação, outras em atividades profissionais, ou ambas. Entretanto, foi a linguagem que sempre me trouxe melhores resultados. Quer seja pela simplicidade de aprendizado, baixo custo de investimento, velocidade de desenvolvimento e, talvez o mais importante, a grande quantidade de aplicações rodando na internet desenvolvidas em PHP.

Ao final desta leitura, inclui links para você aprender PHP do zero, inclusive de forma gratuita! Então, vamos lá.

Aprender a programar em PHP é muito simples, bastando ter força de vontade e iniciativa. Existem vários vídeos disponíveis no Youtube, ensinando praticamente passo-a-passo, como também conteúdos em sites disponibilizados em vídeos, manuais, tutoriais e modelos prontos, tudo para ajudar os interessados a conhecerem o poder dessa linguagem.



Baixo custo de investimento, porque é uma linguagem de uso livre. É livre do pagamento de Royalties ou outros a título de licença ou o que quer que seja. Todos têm à disposição, de forma gratuita, todas as bibliotecas, ferramentas e recursos de desenvolvimento, bastando baixar pacotes prontos a serem instalados conforme seu sistema operacional favorito. Inclusive, recomento um que é bastante completo. Ele possui todos os recursos necessários tanto ao aprendizado, quanto a utilização em produção. Este pacote contém o servidor web Apache, o banco de dados MySQL e o próprio PHP, existindo três versões básicas para Windows, Linux e Mac. Assim, caso você use o Windows, deve procurar e baixar o WAMP (Windows, Apache, MySQL e PHP); caso você use o Linux, deve baixar e instalar o LAMP (Linux, Apache, MySQL e PHP); e caso utilize o MAC use o MAMP (Mac, Apache, MySQL e PHP).
A instalação, configuração e utilização destes é muito fácil, existindo também tutoriais disponibilizados de forma gratuita na internet. 

Até agora citei apenas recursos gratuitos, ou seja, para iniciar não é necessário desembolsar nada. Os custos ficam apenas para a compra de domínios e hospedagens, utilizados por você quando quiser colocar no ar seus primeiros trabalhos; para a aquisição de livros especializados e em cursos e treinamentos, voltados a aumentar seus conhecimentos. Acredite, vai querer investir em conhecimento quando passar a dominar a linguagem.

Outro ponto que chama bastante a atenção é a velocidade de desenvolvimento e implementação. Por ser uma linguagem interpretada e do lado do servidor (Server side), sua utilização é instantânea, bastando levantar para o servidor a nova versão de seu sistema desenvolvido. Todo o processamento fica a cargo do servidor de hospedagem da aplicação e não da máquina do usuário, portanto maior velocidade de resposta e desempenho final. Esta melhora é porque independe do computador da pessoa que fez a requisição possuir ou não memória suficiente, espaço em disco ou processador com desempenho adequado. Depende inteiramente de seu potencial como desenvolvedor e dos recursos empregados por você na construção de suas páginas.

Finalmente, um fator decisivo é que a grande maioria das aplicações existentes hoje na internet estão em PHP, inclusive parte da arquitetura da versão web do Facebook. Portanto, existe uma boa faixa de mercado a ser explorada.

Cada vez mais o uso da internet como fonte de renda está aumentando muito. Vários empreendedores estão migrando para a internet, através de sites, anúncios e de lojas de comércio eletrônico. Não importando o tipo de produto ou serviço ofertado, a necessidade de mão-de-obra disponível para atender a essas demandas é evidente. A todo instante vejo a procura por desenvolvedores web para auxiliarem em lojas de comércio eletrônico. Mesmo existindo muitos serviços de construtores automatizados de sites hoje em dia, os empreendedores profissionais necessitam de quem saiba configurar todos os recursos e customizar para a empresa correspondente, objetivando minimizar o tempo para seus comércios eletrônicos entrem em produção.

Baixo custo, simplicidade de aprendizado, disponibilidade de conteúdo, facilidade de implementação, demanda de mão-de-obra..., sabendo de todas estas vantagens, refaço a pergunta: por que aprender a programar em PHP? Simplesmente porque é muito bom programar em PHP!

Participe de nossa comunidade e conheça @evidenciasdigitais no Facebook e Instagram.

LINKS ÚTEIS:
==============================
Aprender PHP de forma prática, intuitiva e descomplicada:  https://go.hotmart.com/J16854998U
Aprender PHP Orientado da Objetos: https://go.hotmart.com/Y16854749Q
Como aprender PHP de forma gratuita: https://www.devmedia.com.br/guia/programador-php/38193
==============================

Muito obrigado e nos vemos na nossa próxima publicação. Até mais!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARTIGO: VINCULAR FOTOS NO MS ACCESS

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Estes dias estava em um fórum na web e notei a grande dificuldade dos usuários mais inexperientes quanto à vinculação de imagens no MS ACCESS. O recurso de vinculação de imagens serve para não sobrecarregar a base de dados com objetos OLE, pois neste aplicativo as imagens podem ser inseridas diretamente na base de dados, aceitando imagens no formato bmp. Entretanto, “o peso” gerado, dependendo da função da base de dados criada com o Access, logo esgotará a possibilidade de novos cadastros, haja vista existir uma limitação de 4Gb de registros.

Então, ao invés de se inserir uma foto no formato bmp diretamente na base de dados, fica muito mais lógico guardar apenas o caminho desta imagem, fazendo com que o nosso sistema busque a imagem respectiva e a apresente em um formulário de consulta ou relatório.

Para tanto, devemos inicialmente criar na respectiva tabela (objeto do MS Access responsável pela guarda das informações, sendo esta a base de dados pro…

Destaque: Relação das Portas TCP/IP Mais Usadas!

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Uma das primeiras providências a se fazer quando existe a suspeita de algum tipo de invasão em um microcomputador é a verificação imediata das portas TCP/IP que estão em execução. Normalmente para isso é usado o comando NETSTAT (pretendo postar uma matéria específica futuramente), ou outro método qualquer de preferência do usuário. Entretanto, usuários menos experientes não sabem o tipo de serviço executados pelas portas em questão, para tanto relacionei as principais visado facilitar o entendimento destas, conforme segue: Observação: Para localizar um item específico use "Ctrl + F".
Porta Serviço 1 tcpmux
3
4
5 rje
7 echo
9 discard
11 systat
13 daytime
15 netstat
17 qotd
18 send/rwp
19 chargen
20 ftp-data
21 ftp
22 ssh, pcAnywhere
23 Telnet
25 SMTP
27 ETRN
29 msg-icp
31 msg-auth
33 dsp
37 time
38 RAP
39 rlp
40
41
42 nameserv, WINS
43 whois, nickname
49 TACACS, Login Host Protocol
50 RMCP, re-mail-ck
53 DNS
57 MTP
59 NFILE
63 whois++
66 sql*net
67 bootps
68 bootpd/dhcp
69 Tri…

ACCESS- CONTADOR DE REGISTROS

Olá meus amigos. Desta vez gostaria de postar uma idéia para um contador simples que pode servir como numeração de protocolo para registro de entrada de documentos. Bem, para começarmos, devemos criar uma consulta que vou chamar de "cns_contagem", onde colocaremos os campos base para o nosso contador. Estes campos são os de preenchimento obrigatório como Id, nome, registro etc.
No formulário, deve ser criado um campo chamado "protocolo" e nas propriedades deste campo, no evento "Ao receber foco", deve ser colocado o seguinte:

Dim N 'declaração da variável que vai receber o valor armazenado.
Dim contar 'declaração da variável q vai fazer a contagem.
contar = DCount("Id", "cns_contagem")
N = contar + 1 'Acrescenta 1 a contagem feita.

MyDate = Now()
MyYear = Year(MyDate) 'MyYear recebe o valor correspondente ao ano atual.

'bem, agora é só montar o valor que irá aparecer no campo protocolo
Me.protocolo.…