Pular para o conteúdo principal

Framework Mvc Para Php: SifraPhp

Framework Mvc Para Php


Autor: Renan Abreu

Desenvolver produtos de alta qualidade é dever de todo engenheiro de software.Não basta dominar uma linguagem de programação, faz-se necessário criar mais do que simplesmente milhões de linhas de códigos.O bom analista sempre coloca em prática suas habilidades mais importantes, modelagem de dados e engenharia de requisitos, todavia, esta tarefa é muito complexa, pois , além de modelar dados e levantar requisitos, concentra esforços em realizar projetos arquiteturais.

Graças aos frameworks, nosso trabalho de projetar arquiteturas torna-se reduzido e menos desgastante porque “fornecem uma infra-estrutura do esqueleto de implementação específica [RP06]”, ou seja, uma “miniarquitetura reusável que fornece a estrutura e o comportamento génericos para uma família de abstrações de software dentro de um contexto[RP06]”.

Baseando-se nos padrões de projetos, design paterns,típicos de linguagens orientada a objetos,foi concebido o framework SifraPHP.

Simples Framework PHP ou simplesmente SifraPHP, implementa um padrão arquitetural chamado MVC (Model View Controller).MVC tem a função de arquiteturar o software em três diferentes camadas: interface gráfica (View), regra do negócio ou modelagem de dados(Model) e controlador(Controller).

A camada View objetiva solucionar alguns problemas restringido o controle apenas sobre a interface.Esta característica é extremamente importante pois as telas não precisão saber como os dados serão tratados,ao excluir a camada de manipulação dos dados, também conhecida por Model, podemos inserir em nosso projeto um tempo único à implementação da IHM(interface homem máquina).

Projetar interfaces gráficas sempre foi um trabalho arduo, isso se dá ao fato de que a maioria dos usuários julgam uma aplicação apenas por sua aparência, porém, PIG(projeto de interface gráfica) traz trés grandes preocupações ao desenvolvedor : interface entre componentes do software, padronização entre interfaces (de produtos diferentes) e por último, interface entre homem máquina.Por não ser uma tarefa trivial e não haver exclusividade a construção desta,é comum notarmos aplicações com excelentes funcionalidades , apliacadas ao contexto do problema, mas que deixam a desejar no quisito homem máquina.

Analisar estruturas menores é um trabalho mais simples e menos sucetível a erros, por isso implementar a regra do negócio sem que essa interfira na apresentação do softwar se torna uma tarefa confiável, isto resulta em um software de alta qualidade.Entretanto , sistemas não são funcionais se não houver uma comunicação entre Model(regra do negocio) e View(interface, telas).A fim de solucionar este problema, a camada controller realiza operações de comunicação entre as camadas View e Model, através de mensagens.

Em resumo ,projetar sistemas é se orientar em informações aplicadas ao conhecimento técnico.Ao se tratar de engenharia de software ,para obter essas informações, é preciso conhecer padrões de projetos e saber implementa-los, por isso o SifraPHP foi criado, para elevar o conhecimento e facilitar o uso do padrão MVC em parceria com a linguagem PHP.

A versão 0.1.1 pode ser encontrada em :: SifraPHP_v.0.1.1.rar

Referências Bibliográficas
[RP06] Pressman, Roger S., Engenharia de Software,McGraw-Hill,2006.

/programacao-artigos/framework-mvc-para-php-744322.html


Perfil do Autor

Graduando em Sistemas de Informação. Programador PHP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARTIGO: VINCULAR FOTOS NO MS ACCESS

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Estes dias estava em um fórum na web e notei a grande dificuldade dos usuários mais inexperientes quanto à vinculação de imagens no MS ACCESS. O recurso de vinculação de imagens serve para não sobrecarregar a base de dados com objetos OLE, pois neste aplicativo as imagens podem ser inseridas diretamente na base de dados, aceitando imagens no formato bmp. Entretanto, “o peso” gerado, dependendo da função da base de dados criada com o Access, logo esgotará a possibilidade de novos cadastros, haja vista existir uma limitação de 4Gb de registros.

Então, ao invés de se inserir uma foto no formato bmp diretamente na base de dados, fica muito mais lógico guardar apenas o caminho desta imagem, fazendo com que o nosso sistema busque a imagem respectiva e a apresente em um formulário de consulta ou relatório.

Para tanto, devemos inicialmente criar na respectiva tabela (objeto do MS Access responsável pela guarda das informações, sendo esta a base de dados pro…

Blogs sobre segurança em português

Hoje, visitando o blog do consultor de segurança da informação Sandro Süffert, achei de muito bom tom a relação que ele postou de blogs em lingua portuguesa que tratam sobre segurança da informação e resposta a incidentes/forense, ficando lisongeado pelo fato do Arquivos Máximus ter sido citado. Tendo em vista a facilidade que tal relação pode gerar à comunidade, concentrando num mesmo espaço ricas fontes de informação, abrangendo várias áreas do espectro criminalístico, vou reproduzir a referida relação, bem como deixar o link no menu lateral "Destaques do Blog", visando facilitar o acesso futuro. Segue a citada relação: Luis Bittencourt - http://arquivosmaximus.blogspot.com
Nelson Brito - http://fnstenv.blogspot.com CrkPortugal - http://www.crkportugal.net (Portugal) Marcelo Souza - http://marcelosouza.com PseudoRandom - http://blog.sapao.net Forense Coputacional - http://forcomp.blogspot.com Think Security First - http://wagnerelias.com Pedro Quintanilha - http://pedroquintanilha…

Destaque: Relação das Portas TCP/IP Mais Usadas!

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Uma das primeiras providências a se fazer quando existe a suspeita de algum tipo de invasão em um microcomputador é a verificação imediata das portas TCP/IP que estão em execução. Normalmente para isso é usado o comando NETSTAT (pretendo postar uma matéria específica futuramente), ou outro método qualquer de preferência do usuário. Entretanto, usuários menos experientes não sabem o tipo de serviço executados pelas portas em questão, para tanto relacionei as principais visado facilitar o entendimento destas, conforme segue: Observação: Para localizar um item específico use "Ctrl + F".
Porta Serviço 1 tcpmux
3
4
5 rje
7 echo
9 discard
11 systat
13 daytime
15 netstat
17 qotd
18 send/rwp
19 chargen
20 ftp-data
21 ftp
22 ssh, pcAnywhere
23 Telnet
25 SMTP
27 ETRN
29 msg-icp
31 msg-auth
33 dsp
37 time
38 RAP
39 rlp
40
41
42 nameserv, WINS
43 whois, nickname
49 TACACS, Login Host Protocol
50 RMCP, re-mail-ck
53 DNS
57 MTP
59 NFILE
63 whois++
66 sql*net
67 bootps
68 bootpd/dhcp
69 Tri…