Pular para o conteúdo principal

Notícia:Usando o word para explorar falhas no internet explorer.


Criminosos utilizam brecha recém-corrigida do Internet Explorer

Notícia veiculada pelo portal de notícia G1 da Rede Globo em 20-09-2009.


Diversas companhias de segurança, entre elas a Trend Micro e a McAfee, informaram esta semana que criminosos já estão tirando proveito de uma das brechas corrigidas pela Microsoft na semana passada no Internet Explorer. O ataque, quando realizado com sucesso, permite a instalação de códigos maliciosos no computador afetado. A brecha tem sido utilizada nos chamados “ataques direcionados” -- golpes com alvos específicos. Esse é geralmente o caso em tentativas de espionagem industrial, por exemplo. Para acionar o erro no Internet Explorer, criminosos criaram um documento malicioso no Word (.doc). Quando o Word processa o arquivo, um componente ActiveX falho do Internet Explorer é chamado, resultando na instalação de um cavalo-de-troia. Em uma situação normal, sem a vulnerabilidade, um arquivo .doc ou .html não seria capaz de executar códigos maliciosos no sistema. Não existem relatos de tentativas de explorar a falha por meio de sites maliciosos ou comprometidos para infectar internautas em geral. Os arquivos .doc infectados foram enviados por e-mail a um número restrito de destinatários, segundo a Trend Micro. A Microsoft corrigiu duas falhas críticas no Internet Explorer na terça-feira dos patches de fevereiro, que foi semana passada (9). Ambas receberam uma classificação de “1” no índice de exploração, que tenta prever se um código capaz de explorar o problema será criado ou não. O valor “1” é o mais grave, e significa que a vulnerabilidade certamente será explorada, como está acontecendo com esta. As atualizações do Windows, que eliminam as vulnerabilidades, podem ser feitas por meio do Microsoft/Windows Update (acessível pelo menu “Iniciar” do Windows) ou pelas atualizações automáticas, no Painel de Controle.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARTIGO: VINCULAR FOTOS NO MS ACCESS

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Estes dias estava em um fórum na web e notei a grande dificuldade dos usuários mais inexperientes quanto à vinculação de imagens no MS ACCESS. O recurso de vinculação de imagens serve para não sobrecarregar a base de dados com objetos OLE, pois neste aplicativo as imagens podem ser inseridas diretamente na base de dados, aceitando imagens no formato bmp. Entretanto, “o peso” gerado, dependendo da função da base de dados criada com o Access, logo esgotará a possibilidade de novos cadastros, haja vista existir uma limitação de 4Gb de registros.

Então, ao invés de se inserir uma foto no formato bmp diretamente na base de dados, fica muito mais lógico guardar apenas o caminho desta imagem, fazendo com que o nosso sistema busque a imagem respectiva e a apresente em um formulário de consulta ou relatório.

Para tanto, devemos inicialmente criar na respectiva tabela (objeto do MS Access responsável pela guarda das informações, sendo esta a base de dados pro…

Blogs sobre segurança em português

Hoje, visitando o blog do consultor de segurança da informação Sandro Süffert, achei de muito bom tom a relação que ele postou de blogs em lingua portuguesa que tratam sobre segurança da informação e resposta a incidentes/forense, ficando lisongeado pelo fato do Arquivos Máximus ter sido citado. Tendo em vista a facilidade que tal relação pode gerar à comunidade, concentrando num mesmo espaço ricas fontes de informação, abrangendo várias áreas do espectro criminalístico, vou reproduzir a referida relação, bem como deixar o link no menu lateral "Destaques do Blog", visando facilitar o acesso futuro. Segue a citada relação: Luis Bittencourt - http://arquivosmaximus.blogspot.com
Nelson Brito - http://fnstenv.blogspot.com CrkPortugal - http://www.crkportugal.net (Portugal) Marcelo Souza - http://marcelosouza.com PseudoRandom - http://blog.sapao.net Forense Coputacional - http://forcomp.blogspot.com Think Security First - http://wagnerelias.com Pedro Quintanilha - http://pedroquintanilha…

BUSCA ELETRÔNICA - 2

Durante minhas aulas de Busca Eletrônica para os alunos do Curso de Formação Profissional de Nível Superior de Inspetor / Escrivão de Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul/RS, foi questionado em aula onde poderiam buscar mais informações sobre os OPERADORES DE BUSCA utilizados pelas ferramentas de pesquisa do GOOGLE, além dos passados em aula. Assim, visando aumentar os conhecimentos sobre o assunto, pode ser acessado aqui uma cartilha com maiores informações.