Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sempre dê preferência a sites com Certificados de Segurança.

O CERT.BR informou a corrência de 39.419 tentativas de fraudes o ano de 2019, representando 87% das notificações referentes a esta categoria.Sempre dê preferência a sites que apresentem Certificados de Segurança válidos e expedidos por unidades certificadoras.Na barra de navegação, os sites deste tipo iniciam os endereços por “https://”, aparecendo no lado esquerdo a imagem de um cadeado. Ao clicar no cadeado é possível visualizar os dados da unidade certificadora que garante a autenticidade do site visitado. Cuidado com os certificados “auto assinados”, pois não existe uma unidade certificadora por trás. Portanto, nenhum órgão garante sua confiabilidade.Também é possível um site iniciar por “https://”, pertencendo legitimamente a algum órgão ou instituição com o certificado expirado. Neste caso, procure se informar da legitimidade do serviço que você deseja.Tanto os “auto assinados” quanto os expirados são exibidos na respectiva barra de navegação com uma informação de advertência. I…

Artigo:PING – Packet Internet Grouper

por Luís Fernando da Silva Bittencourt

Bem, não é porque estamos no carnaval que não vamos continuar falando sobre tecnologia. Pensando em algo prático, eficiente e necessário, lembrei-me deste pequeno protocolo que muita gente fala e utiliza mas sem saber ao certo o que é e para que serve, pois bem, assim preparei o presente artigo, espero que aproveitem:
Vamos tratar agora de uma das principais armas disponíveis na arquitetura TCP/IP. Estou fazendo referência a este protocolo como sendo uma arma, pois é a analogia que melhor descreve sua funcionalidade.
O PING é utilizado para testar a conectividade entre equipamentos de rede, permitindo realizar testes de conexão medindo o tempo de latência entre as máquinas, ou seja, se os equipamentos estão funcionando a contento.
O seu funcionamento é bastante simplificado, consistindo no envio de pacotes (datagramas) através da rede e ficando na escuta pelas respostas do host questionado.
Esta ferramenta foi desenvolvida por Mike Muuss, que deu este nome em virtude de lembrar o som emitido por um sonar. Mais tarde, Deve Mills arrumou um significado para a sigla: “Packet Internet Grouper”, podendo ser traduzido como “Procurador de Pacotes da Internet”.











Como se pode ver, sua utilidade é muito abrangente, sendo bastante usado por hackers para obter informações de servidores de rede ou computadores conectados na internet. Se requisitarmos um endereço de algum site, como por exemplo: ping www.pop.com.br, uma das primeiras informações será “Disparado contra www.pop.com.br [200.175.8.151] com 32 bytes de dados”, significando “www.pop.com.br” o nome pelo qual o site responde, no caso de nosso exemplo foi o mesmo questionado, mas essa não é a regra, pois, principalmente em sites de maior porte, o domínio pelo qual o site é conhecido pode ser desviado para outras máquinas preparadas para dar suporte ao grande número de requisições; a segunda parte da informação “[200.175.8.151]” é o endereço IP do site, assim para se descobrir determinado endereço IP é só “pingar” o nome do site que imediatamente obteremos seu IP, como acontece com o nome do host, um mesmo site pode possuir mais de um endereçamento IP, fazendo que seja retornado o primeiro que estiver disponível no momento da requisição ping; a terceira parte da informação “com 32 bytes de dados”, representa o tamanho dos pacotes enviados. O tamanho destes pacotes pode variar, indo até o tamanho máximo de 65535 bytes, sendo que se não for definido um tamanho específico será utilizado por padrão o de 32 bytes, caso de nosso exemplo.
Para ser executado se deve digitar no prompt de comando ping + endereço_IP ou nome do host, seguido de parâmetros a serem seguidos. Os principais parâmetros aceitos são os especificados na tabela a seguir (para visualizar os parâmetros clique sobre a imagem):
O processo pelo qual ocorre a transmissão do ping ocorre graças a outro protocolo chamado de ICMP, ou Internet Control Message Protocol, sendo este um protocolo de controle das transmissões pela rede, enviando mensagens de erro para o transmissor quando algum pacote sofre problemas durante sua transmissão.
Espero ter agradado e não deixem de comentar!

Comentários

Postagens mais visitadas