Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sempre dê preferência a sites com Certificados de Segurança.

O CERT.BR informou a corrência de 39.419 tentativas de fraudes o ano de 2019, representando 87% das notificações referentes a esta categoria.Sempre dê preferência a sites que apresentem Certificados de Segurança válidos e expedidos por unidades certificadoras.Na barra de navegação, os sites deste tipo iniciam os endereços por “https://”, aparecendo no lado esquerdo a imagem de um cadeado. Ao clicar no cadeado é possível visualizar os dados da unidade certificadora que garante a autenticidade do site visitado. Cuidado com os certificados “auto assinados”, pois não existe uma unidade certificadora por trás. Portanto, nenhum órgão garante sua confiabilidade.Também é possível um site iniciar por “https://”, pertencendo legitimamente a algum órgão ou instituição com o certificado expirado. Neste caso, procure se informar da legitimidade do serviço que você deseja.Tanto os “auto assinados” quanto os expirados são exibidos na respectiva barra de navegação com uma informação de advertência. I…

Artigo: QR Code, padão de códigos de barras bi-dimencional, você conhece?

Por Luís Fernando da Silva Bittencourt



Recentemente algumas empresas publicitárias vem empregando o QR Code em suas campanhas, onde uma figura incompreensível, que mais lembra um labirinto, quando fotografada por um aparelho celular que possui conexão com a internet, navega para um site preparado para a campanha sendo disponibilizado algum download de imagem ou vídeo. Mas de onde surgiu este padrão que promete ser revolucionário, pois é capaz de guardar muito mais informação do que os tradicionais códigos de barras?

A fim de procurar aprender um pouco mais, pesquisei e encontrei o seguinte:

O QR Code (ou Código de Barras em 2D), é uma matriz ou código de barras bi-dimensional, criado pela empresa Japonesa Denso-Wave, em 1994. O QR vem de Quick Response, pois o código pode ser interpretado rapidamente, mesmo com imagens de baixa resolução, feitas por cameras digitais em formato VGA, como as de celulares. O QR Code é muito usado no Japão.

História
Inicialmente usados para catalogar diferentes partes na construção de veículos, hoje o QR Code é usado no gerenciamento de inventário em uma grande variedade de indústrias. Desde 2003, estão sendo desenvolvidas aplicações direcionadas para ajudar os usuários na entediante tarefa de adicionar dados em telefones celulares. Os QR Codes são muito comuns também em revistas e propagandas, onde usam-se os códigos para guardar endereços e URLs, além de informações pessoais detalhadas, no caso de cartões de visitas, facilitando muito a inserção destes dados em agendas de telefones celulares. Consumidores com programas de captura ou PCs com interface RS-232C, podem usar um scanner para capturar as imagens.
O padrão Japonês para QR Code, JIS X 0510, foi disponibilizado em Janeiro de 1999 e corresponde ao padrão internacional ISO/IEC 18004. Foi aprovado em Junho de 2000. "QR Code é aberto para uso e sua patente, pela Denso-Wave, não é praticada." (retirado do site da Denso-Wave).
A banda Pet Shop Boys utilizou imagens do código QR no clipe da música "Integral". São dezenas de códigos que aparecem durante o clipe. Todas as imagens quando decodificadas apresentam links para diferentes sites, em geral tratando da questão da privacidade no mundo contemporâneo.
No Brasil, o primeiro anúncio publicitário a utilizar o código QR foi publicado pela Fast Shop em dezembro de 2007. Mais tarde a Nova Schin publicou um anúncio com o código em junho de 2008 e a Claro fez uma campanha utilizando o Código QR em novembro de 2008.
Também em novembro de 2008, durante o Salão do Automóvel, a Volkswagen aproveitou o código para uma pequena ação em sua estande.
O Jornal Atarde, localizado na cidade de Salvador - Bahia tem usado o QR Code desde dezembro de 2008.



  • Capacidade de armazenamento
    Numérica - Max. 7.089 caracteres
    Alfanumerica - Max. 4.296 caracteres z
    Binário (8 bits) - Max. 2.953 bytes
    Kanji/Kana - Max. 1.817 caracteres


  • Capacidade de correção de erros
    Nível L 7%
    Nível M 15%
    Nível Q 25%
    Nível H 30%

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Entretanto, para os aparelhos celulares interpretarem o QR Code devem possuir um aplicativo instalado. Para maiores informações, sugiro que leiam a matéria que trata sobre o assunto no site Urbano, contendo um vídeo sobre o assunto e a indicação de alguns sites onde os aplicativos leitores do QR Code podem ser baixados, para tal clique aqui.

Bem, espero que tenham gostado e não deixem de comentar!

Comentários

mulher de sardas disse…
Teu último comentário para mim me deixou sem palavras. É tão sensacional saber que o meu blog serve desta forma para alguém. Nossa! Obrigada.

Postagens mais visitadas