Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sempre dê preferência a sites com Certificados de Segurança.

O CERT.BR informou a corrência de 39.419 tentativas de fraudes o ano de 2019, representando 87% das notificações referentes a esta categoria.Sempre dê preferência a sites que apresentem Certificados de Segurança válidos e expedidos por unidades certificadoras.Na barra de navegação, os sites deste tipo iniciam os endereços por “https://”, aparecendo no lado esquerdo a imagem de um cadeado. Ao clicar no cadeado é possível visualizar os dados da unidade certificadora que garante a autenticidade do site visitado. Cuidado com os certificados “auto assinados”, pois não existe uma unidade certificadora por trás. Portanto, nenhum órgão garante sua confiabilidade.Também é possível um site iniciar por “https://”, pertencendo legitimamente a algum órgão ou instituição com o certificado expirado. Neste caso, procure se informar da legitimidade do serviço que você deseja.Tanto os “auto assinados” quanto os expirados são exibidos na respectiva barra de navegação com uma informação de advertência. I…

VÍRUS DE COMPUTADOR



Os vírus de computador são pequenos programas, ou rotinas, desenvolvidos para atuarem de alguma maneira sobre o equipamento de informática onde são instalados. Normalmente escritos para ficarem ocultos no computador “hospedeiro” até que determinada condição seja satisfeita para entrarem em ação, como determinadas datas e horários. Estes “vírus”, como o nome sugere, são scripts maliciosos distribuídos pela internet ou por mídias “infectadas”, podendo desde comprometer o próprio sistema operacional até encaminhar indevidamente informações sobre o comportamento do usuário do computador na web.
Atualmente existem dois tipos principais que representam estes: Trojan Horses e Back Doors.

Os Trojan Horses, ou cavalos-de-tróia, são programas que demonstram determinado comportamento ou se propõem a determinada tarefas, sem que o usuário tenha ciência delas, deixando o computador vulnerável a ataques futuros. É indispensável o uso de um bom antivírus para que estas “pragas” virtuais sejam descobertas e eliminadas do sistema antes que algum dano tenha efeito, pois, dependendo como a rede de computadores está estruturada, toda poderá entrar em colapso. Não basta ter um antivírus instalado, mas se deve ter certeza de que está sempre atualizado e que o mesmo é atuante sobre o sistema de domínio.
Os Back Doors, por sua vez, como sua tradução literal quer dizer: “porta dos fundos”, são instalados após a invasão ter ocorrido, quer por meio da instalação de algum “vírus” ou por acesso indevido ao seu sistema. Ou seja, alguém deixou alguma brecha de segurança para poder retornar sempre que precisar ou acessar remotamente a máquina atacada.
Bem, por ora é isso. No meu próximo post quero trazer a relação dos principais vírus que provocaram muita dor de cabeça por ai, bem como seu funcionamento.

Comentários

Postagens mais visitadas